20 de setembro de 2018 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Construção
12/07/2018 | 08h00
Prefeito sanciona lei que cria Pólo Industrial em Goiânia
Com a criação do Pólo, empresas poderão fazer uso do biogás emitido pelo aterro para aquecimento de caldeiras e outros usos elétricos

Da Redação

O Prefeito de Goiânia, Iris Rezende, sanciona nesta quinta-feira, 12, lei que Institui o Pólo Industrial do Ramo de Reciclagem de Resíduos Sólidos e da Construção Civil e de Lavanderias Industriais e Hospitalares de Goiânia. O ato será realizado às 16 horas, no 6º andar do Paço Municipal, e contará com a participação de representantes das áreas de construção civil e de lavanderias instaladas na cidade de Goiânia.

A criação do pólo, localizado no entorno do Aterro Sanitário da Capital, vem para regulamentar a normativa apresentada pelo Plano Diretor de Goiânia, propiciando a concentração, em uma mesma área, de empresas relacionadas à reciclagem de resíduos sólidos da construção civil e de lavanderias industriais e hospitalares. Com a criação do pólo será possível a instalação de um sistema de tratamento dos efluentes, com o aproveitamento energético do biogás com uso para aquecimento das caldeiras do Pólo de Lavanderias e ainda para outros usos elétricos.

O pólo de resíduos da construção civil e de lavanderias é também uma das etapas de recuperação do Aterro de Goiânia, que passará também pela relocação da rede de alta tensão elétrica para o entorno, sobre o eixo do sistema viário. Essas ações permitirão a recuperação e a ampliação do aterro, o que garantirá a devida proteção do solo e das águas superficiais e subterrâneas.

A lei, de autoria do Poder Executivo e aprovada em junho pela Câmara de Goiânia, é fruto de uma parceria realizada entre a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), com representantes dos segmentos e contou, também, com a colaboração da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) e da Companhia Municipal de Urbanização (Comurg). 

Tópicos:  Pólo,   Goiânia,

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)