21 de agosto de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Bravura
10/07/2018 | 15h20
Temer e outros líderes festejam sucesso de resgate na Tailândia
"Foram dias angustiantes, mas que terminaram com um final feliz para esses jovens. Recebam a solidariedade de todo o povo brasileiro”, escreveu Temer

Resgate das crianças tailandesas. Foto/Zoe Zeya.

O presidente Michel Temer comemorou hoje (10) o sucesso da operação de resgate de 12 meninos e um treinador de futebol que ficaram presos por mais de duas semanas em caverna da Tailândia. No Twitter, Temer disse que foi um alívio saber que a operação teve um final feliz após dias angustiantes.

“Foi um alívio saber que mergulhadores e bombeiros salvaram as 12 crianças e o treinador presos na caverna na Tailândia. Foram dias angustiantes, mas que terminaram com um final feliz para esses jovens. Recebam a solidariedade de todo o povo brasileiro”, escreveu Temer em sua conta pessoal do Twitter.

Líderes de outros países, como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também comemoraram o desfecho da operação. No Twitter, Trump parabenizou a todos que participaram do resgate. Também na rede social, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse que ficou encantada com o resgate bem-sucedido e que mundo está saudando a bravura dos envolvidos. A operação de resgate começou domingo (8) e terminou nesta terça-feira.

Os 12 estudantes, com idades entre 11 e 16 anos, e o treinador, de 26 anos, entraram na caverna no dia 23 de junho após um treino de futebol, quando uma súbita tempestade começou a inundar a caverna e bloqueou a saída. Depois do resgate, eles foram levados para um hospital e permanecem internados. 

(Agência Brasil)

Tópicos:  Resgate,   Crianças,   Treinador,   Caverna

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)