22 de maio de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Saúde
11/05/2018 | 06h00
Primeira cirurgia metabólica de Diabetes tipo 2 marca atendimento
Governador José Eliton lançou ontem serviço que será oferecido pelo HGG, por meio do Centro Estadual de Apoio aos Portadores de Diabetes

O Hospital Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi (HGG) vai realizar hoje a primeira cirurgia metabólica para tratamento do Diabetes tipo 2 em Wisley Marcelo de Araújo, comerciante de 45 anos. O procedimento marca o início do novo serviço oferecido pela unidade, lançado na tarde de ontem pelo governador José Eliton em solenidade ocorrida no auditório do hospital, a quem caberá também administrar o Centro Estadual de Apoio aos Portadores de Diabetes (CEAPD), autorizado a funcionar através de Ordem de Serviço assinada pelo governador.  Referência nacional de atendimento público de saúde de qualidade, o HGG também recebeu na tarde de ontem a certificação Nível 3 da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

O procedimento tem a intenção de curar a doença com uma técnica cirúrgica reconhecida e aprovada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), que tira do paciente a obrigatoriedade de fazer uso de insulina. A cirurgia será direcionada aos pacientes diabéticos que já estão inseridos no Programa de Controle e Cirurgia da Obesidade (PCCO) do HGG, com tratamento totalmente realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o governador, inicialmente serão realizadas pelo menos quatro cirurgias por mês, uma por semana.

Após a cirurgia, é feita a reavaliação do paciente, que poderá até suspender o uso das medicações, inclusive da insulina. Antes da cirurgia, é realizada uma série de exames a fim de avaliar as chances de cura da doença. Alguns ficarão livres da insulina e de outros medicamentos para diabetes, outros conseguirão controlar a glicose, usando algum tipo de medicação, o que não era possível antes da cirurgia.

A recuperação é semelhante a uma cirurgia bariátrica normal. O paciente terá uma dieta inicial para a adaptação à nova condição alimentar e, em torno de 20 a 30 dias, poderá voltar às atividades normais.  Caso haja cura total da doença, o paciente poderá ter uma vida regular, inclusive se alimentando normalmente. 

Unidade anexa ao HGG e localizada na Avenida Anhanguera e região do Lago das Rosas, o Centro Estadual de Apoio aos Portadores de Diabetes (CEAPD) será o primeiro especializado neste tipo de atendimento. Dentre outros, oferecerá serviços como a capacitação de equipes e profissionais especializados e ambulatorial aos diabéticos e educação continuada, com foco na reeducação alimentar para pacientes e familiares.

A capacitação de equipes e profissionais para o acompanhamento do diabetes nas unidades básicas de saúde da capital e interior será o principal objetivo do CEAPD. O espaço conta com auditório, estrutura para treinamento e conferências presenciais e a distância, além de uma central de atendimento telefônico para que as equipes do interior possam fazer contato com a unidade.

Outra atividade do Centro é promover a educação alimentar, por meio de uma cozinha experimental que orientará pacientes e familiares, de forma fácil e prática, a como se alimentar melhor e a colaborar com o tratamento do diabetes.

O CEAPD oferecerá ainda atendimento ambulatorial multidisciplinar com profissionais de endocrinologia, oftalmologia, clínica geral, nutricionista, psicólogo, assistentes sociais, fisioterapeutas, enfermeiros e outros técnicos multiprofissionais.

Ontem o governador repassou ao HGG a Certificação Nível 3 da ONA, honraria concedida a poucos hospitais brasileiros e que premia aqueles que trabalham com rigor para cumprir os requisitos que visam a segurança do paciente, a gestão dos processos e a disseminação de uma cultura voltada para a melhoria contínua. O título é uma certificação semelhante ao ISO, mas a ONA é referenciada somente a instituições de saúde.

 

Governador avalia pedidos de prefeitos 

Prefeitos, vereadores e ex-prefeitos foram recebidos, ontem, em audiência pelo governador José Eliton (PSDB), no Palácio das Esmeraldas, para tratar de demandas das respectivas regiões que representam. As reuniões, que tiveram início desde a semana passada, foram agendadas por deputados estaduais.

Eliton disse que sua equipe iria estudar a viabilidade dos pleitos, encaminhando-os para as respetivas áreas, ao mesmo tempo em que reafirmou a parceria com os municípios e o compromisso de atender a todos que assinaram convênios  do programa Goiás na Frente.

A ex-prefeita de Silvânia, Gilda Naves, acompanhada do deputado Jean Carlo (PSDB), agradeceu pelo atendimento dos pleitos. “Tivemos todos os nossos pleitos atendidos pelo governador, entre eles, a viabilização da abertura de um frigorífico em Itaberaí. O governador José Eliton tem uma forma costumeira de nos receber e atender, com objetividade e sinceridade”, destacou o parlamentar tucano.

O estadual Henrique Arantes levou os prefeitos de Ivolândia e Marzagão, respectivamente, Fábio Seabra e Claudinei; os vereadores Luiz, de Jaupaci, e Magal, de Araçu, e o ex-prefeito de Itapuranga, José Garcia. Henrique disse que “o governador foi muito positivo e já buscou encaminhamento às secretarias devidas”. “São, basicamente, demandas de obras, construções e também de melhorias para os municípios. Com certeza teremos tudo encaminhado e solucionado a partir de agora”, disse.

A deputada Eliane Pinheiro (PSDB) participou da audiência na companhia dos prefeitos de Uruaçu (Valmir Pedro), Faina (Thiago Lobo), Mundo Novo (Hélcio Alves), Orizona (Joaquim Augusto), Campestre (Fabiano Capuzzo), Cromínia (Gilvander Alves), Bela Vista (Nárcia Kelly), Cidade de Goiás (Selma Bastos), Santo Antônio da Barra (Cileide Ramos), Brazabrantes (Márcio Antônio), Goianira (Carlos Alberto), Caiapônia (Caio Lima), São Miguel do Passa Quatro (Márcio Cecílio) e Serranópolis (Lidevam Lima), além de vereadores e secretários municipais.

O prefeito de Uruaçu, Valmir Pedro levou uma comitiva de 41 pessoas. Ele destacou a importância da reunião com o governador. “Fomos atendidos de forma respeitosa e carinhosa por José Eliton, que demostrou nesse primeiro mês muita competência e dinamismo. Viemos, hoje, mais para agradecer por tudo que foi levado ao nosso município. Temos dezenas de obras para serem inauguradas no primeiro semestre, entre elas, do Hospital Regional de Uruaçu, no dia seis de julho”, declarou Valmir Pedro.

A prefeita de Bela Vista, Nárcia Kelly, disse que a comitiva de 27 pessoas saiu satisfeita da audiência. “Tratamos de recursos do Goiás na Frente, da construção do nosso hospital e da GO-147, que liga Bela Vista a Silvânia. Como sempre, o governador nos recebeu muito bem”, concluiu a prefeita. 


Programa de habitação abre inscrições para 912 apartamentos 

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), e a Caixa Econômica Federal abrem hoje inscrições para 912 apartamentos da segunda e terceira etapas do Residencial Porto Dourado, localizado na região Sudoeste de Goiânia, saída para Aragoiânia.

O processo seletivo destina-se a famílias com renda até R$ 2,6 mil, correspondente à faixa 1.5 do programa federal Minha Casa Minha Vida, na qual a Agehab começa agora a atuar. As inscrições poderão ser feitas até 26 de junho pelo site da Agehab (www.agehab.go.gov.br) ou presencialmente no ponto de atendimento do correspondente bancário Caixa na Avenida Rio Verde (quadra B, S/N, Parque Amazonas), em frente ao terminal de ônibus do Cruzeiro do Sul.

Uma das exigências do processo seletivo é que a pessoa não tenha restrição cadastral (Serasa, SPC, Bacen e Receita Federal). Entre os critérios gerais estão renda familiar até R$ 2,6 mil, morar e trabalhar há pelo menos três anos na Região Metropolitana de Goiânia, família constituída com pelo menos duas pessoas, não possuir imóvel e nem ter sido beneficiado em programa de habitação governamental – federal, estadual ou municipal. Diferentemente dos empreendimentos habitacionais destinados à faixa 1 de renda, até R$ 1,8 mil, a faixa 1.5 está condicionada à avaliação de crédito por parte da Caixa, o agente financeiro. Dependendo do perfil, poderá haver ou não exigência de entrada por parte do beneficiário. Idosos e pessoas com deficiência física participam da seleção com cota de 3% das vagas. Confira as regras do edital, disponível no site da Agehab.

Com localização privilegiada na região Sudoeste de Goiânia, saída para Aragoiânia, próximo ao Shopping Portal Sul, no Setor Porto Dourado, o Residencial Porto Dourado já está com a primeira etapa de 496 apartamentos em construção, com previsão de entrega em 2019. No total serão 1.408 apartamentos, distribuídos em três condomínios construídos em três etapas numa área de aproximadamente 80 mil metros quadrados. O residencial contará com infraestrutura completa de convivência social e lazer: estação de ginástica, piscinas adulto e infantil, sauna, brinquedoteca, salão de festas, churrasqueira e campo gramado.

A obra dos 496 apartamentos da segunda etapa deve começar em novembro próximo e terminar em abril de 2020. Os 496 apartamentos estão distribuídos em 31 blocos com 16 apartamentos em cada um. Já as 416 unidades da terceira etapa devem ser construídas entre maio de 2019 e agosto de 2020.

As moradias são construídas pela parceria Agehab, com recursos do Cheque Mais Moradia, Caixa Econômica Federal/FGTS e entidade proponente. O Residencial Porto Dourado integra a meta estabelecida pelo governador José Eliton dentro do programa Goiás na Frente Habitação de atingir 30 mil moradias contratadas este ano. O presidente da Agehab, Cleomar Dutra, informa que as parcerias realizadas pelo governo estadual com o Cheque Mais Moradia viabilizam os empreendimentos e tornam as parcelas acessíveis para famílias que mais precisam, caso do Residencial Porto Dourado.

Segundo Cleomar Dutra, o processo seletivo vai seguir as regras de transparência que têm marcado os programas habitacionais em Goiás, uma das determinações do governador José Eliton. O presidente da Agehab diz que o sorteio será realizado no dia 25 de julho, depois de recebida toda a documentação e a aprovação da análise de crédito. O período para entrega dos documentos vai de 11 de maio a 26 de junho (mesmo período de abertura de inscrições), no ponto de atendimento da Caixa, na Avenida Rio Verde.

As famílias interessadas devem apresentar documentos pessoais, RG, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho e comprovantes de estado civil, endereço e renda. Serão validadas as inscrições que tiverem avaliação de crédito aprovada pela Caixa para financiamento.  

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)