26 de abril de 2018 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Fisioterapia Íntima
06/04/2018 | 11h25
Goiânia recebe palestra sobre autoconhecimento feminino
Profissional esclarece sobre falta de conhecimento e o tabu sobre a sexualidade, que ainda causam muitos transtornos às mulheres, a partir das 9 horas e a entrada é gratuita

A falta de conhecimento e o tabu sobre a sexualidade ainda causam muitos transtornos às mulheres.  Um dos trabalhos da professora da UEG e fisioterapeuta uroginecológica Nayruz Jradi é difundir informações sobre saúde íntima, orientando-as sobre sua musculatura, sobre as formas de prevenir doenças e melhorar sua qualidade de vida. Com este objetivo, ministra neste sábado (07), às 9h, na Clínica Pró Mulher, em Goiânia, a palestra Fisioterapia Íntima e autoconhecimento feminino. 

As disfunções na musculatura do assolho pélvico (MAP) acometem mulheres de todas as idades, afeta sua vida afetiva e sexual. A detecção de doenças também fica prejudicada, retardando o início do tratamento e até mesmo que chegam a desenvolver doenças graves.  “É impressionante a quantidade de mulheres que chega aos nossos consultórios, e que não conhece sua estrutura biológico-anatômica e é portadora de doenças há anos”, explica Nayruz Jradi.

“Os exercícios de contração, relaxamento e conscientização da musculatura perineal previnem e tratam a perda involuntária de urina e fezes, o estreitamento do canal vaginal, atrofia muscular, melhorando a relação sexual, a lubrificação, a libido, as aderências e a ausência e/ou diminuição da sensibilidade, entre outras disfunções como dispareunia e vaginismo”, completa.

A palestra Fisioterapia Íntima e autoconhecimento feminino é gratuita, aberta ao público, mas tem vagas limitadas.

(Foto: Reprodução)

 

Tópicos:  Mulher,   Sexualidade,   Fisioterapia

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)