Terça-feira, 25 de junho de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Eduardo relata apoio de Ecival e se garante no Vila Nova

Postado em: 11-06-2019 as 22h15
Treinador revela que não pensou em sair do clube colorado e diz que não sente pressão

Foto: Douglas Monteiro / Vila Nova 

Felipe André

Vila Nova conquistou sua primeira vitória dentro de casa na última partida antes da paralisação para a Copa América, contra o São Bento. Com o resultado o Tigrão chegou aos 10 pontos na competição e "respirou", já que a pressão da torcida aumentava com a falta de resultados e o perigo de entrar na zona de rebaixamento. O treinador Eduardo Baptista garantiu a confiança que recebe de Ecival Martins, presidente do clube, e ressaltou as boas atuações nos últimos jogos.

"O presidente me deu total condição da gente trabalhar, blinda a gente para que possamos fazer o nosso trabalho. O Vila vem de jogos bons, contra o Criciúma talvez tenha sido a melhor atuação nossa fora de casa, hoje talvez não tenha sido a nossa melhor, mas mesmo assim eu posso enumerar sete, oito chances que criamos para fazer mais gols, então até na partida ruim estamos criando. O São Bento jogou na terça, nós no sábado e eu percebi que pesou pois foi um jogo difícil. Era uma cobrança interna e externa para a gente ganhar, nós nos cobramos também", ressaltou o treinador colorado.

Após um longo período sem contar com gols de atacantes, o Vila marcou com Juninho - contra o Criciúma - e com Bruno Mota, diante do São Bento. Questionado sobre o trabalho realizado com os homens de ataque, Eduardo foi enfático.

"Trabalho bastante para dar confiança para os atacantes, mas posso enumerar seis chances dentro da área com ou sem goleiro, cruzamentos foi um número alto. Então eu busco conscientizar que as oportunidades estão sendo criadas e que eles precisam ter tranquilidade e um melhor posicionamento, a opção hoje pelo Bruno foi por isso, conseguimos chegar com certa facilidade pelos lados e eu visualizei que estavamos precisando de um atacante de área, tanto que entrou fez o gol e teve mais algumas chances", completou Eduardo.

Mesmo com as eliminações no Campeonato Goiano e na Copa do Brasil, além do início ruim na Série B o treinador afirmou que não pensou em deixar o clube.

“Temos que trabalhar bastante, podemos evoluir fisicamente, mas não que esteja ruim. Hoje tivemos um jogo de doação e de entrega. Em nenhum momento passou pela minha cabeça [pedir demissão]. Se eu tiver confiança do Ecival eu trabalho aqui. Não leio internet, não escuto rádio, eu vejo os nossos jogos. Eu não sinto essa pressão”, finalizou Eduardo.

O Vila Nova tem um amistoso marcado contra o Corinthians no dia 4 de julho, no Estádio Serra Dourada. Pela Série B, após a paralisação para a Copa América, o Tigrão tem o clássico contra o Dragão, fora de casa.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar