19 de abril de 2019 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Ex-Presidente da CBF
15-04-2019 | 17h00
José Maria Marin leva multa e é banido pela Fifa
Instituição máxima do futebol baniu permanentemente o ex-dirigente e aplicou uma multa de R$ 3,8 milhões por suborno

Luiz Felipe Mendes

Não é de hoje que surgem escândalos de corrupção no mundo do futebol. Um desses casos é o de José Maria Marin, de 86 anos, que foi presidente da CBF entre 2012 e 2014. Em 2015, ele foi preso nos Estados Unidos em investigação comandada pelo FBI. Hoje, quatro anos depois de sua apreensão e um ano após sua condenação pela Justiça dos EUA, o ex-dirigente foi banido de forma permanente pela Fifa e ainda levou uma multa de R$ 3,8 milhões por suborno.

A sentença de José Maria Marin foi resultado da finalização do processo no Comitê de Ética da Fifa. Contudo, ele ainda pode recorrer da multa de 1 milhão de francos suíços, equivalentes a quase quatro milhões de reais, na Câmara de Apelações da Fifa e no Tribunal Arbitral do Esporte. A condenação do ex-presidente da CBF foi por causa de esquemas de corrupção, como conspiração para recebimento de dinheiro ilícito, conspiração para lavagem de dinheiro e fraude (relativas à Libertadores), conspiração para fraude na Copa do Brasil e na Copa América e conspiração para lavagem de dinheiro novamente na Copa América. Estima-se que ele tenha recebido cerca de 6,5 milhões de dólares desviados desde que assumiu o posto de mandatário da Confederação Brasileira de Futebol. Atualmente, José Maria Marin está preso em Nova York.

(62) 3095-8700