19 de abril de 2019 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Copa Truck
15-04-2019 | 16h45
Beto Monteiro vence a Primeira Copa no MS
Em Campo Grande, pernambucano conquista Primeira Copa e se classifica para a Grande Final ao lado de Felipe Giaffone e André Marques

Luiz Felipe Mendes

Com uma atuação de gala em Campo Grande, onde conquistou uma vitória e um segundo lugar, Beto Monteiro papou o primeiro título da Copa Truck em 2019. O piloto pernambucano da Volkswagen faturou a Primeira Copa dois anos após fazer história - ele havia sido o primeiro campeão de copas da história em 2017 justamente na capital do Mato Grosso do Sul. A próxima etapa do torneio acontece em Londrina-PR, no dia 2 de junho.

Correndo com o regulamento a seu favor e com a desvantagem de ter um limitador de potência por conta das vitórias na etapa anterior, em Goiânia, Beto não se contentou em apenas monitorar seus principais rivais - Felipe Giaffone e André Marques - e fez questão de brigar pela vitória. Em poucas voltas, o piloto da Volkswagen engoliu Marques e o pole Wellington Cirino, assumindo a liderança de uma vez. Para completar a festa da montadora alemã na primeira corrida, Paulo Salustiano chegou em segundo após superar Cirino e relegar o paranaense ao terceiro e último lugar do pódio da corrida 1, logo à frente de Marques. Também na briga pelo título, Giaffone foi o quinto e tanto ele quanto Marques precisariam de um milagre para tirar a Primeira Copa de Beto. Outro fato interessante desta primeira corrida foi o sétimo e oitavo lugares, nesta ordem, do casal Renato Martins e Débora Rodrigues, que garantiram a primeira fila da prova 2 - algo inédito na Copa Truck. A corrida complementar começou com todos os olhos voltados aos três candidatos ao título: Beto Monteiro, Felipe Giaffone e André Marques. Mesmo saindo atrás dos rivais, Beto não quis nem saber: no vácuo do companheiro Salustiano - em um trabalho de equipe já previsto -, os dois foram escalando as posições uma a uma até chegarem ao topo. Tendo abandonado a corrida 1 na liderança após uma quebra de motor, Salustiano quebrou um jejum de anos sem vitórias ao receber a bandeirada na frente do companheiro, somando mais uma dobradinha pra Volkswagen. Beto, por sua vez, pôde celebrar oficialmente a conquista.

(62) 3095-8700