Terça-feira, 25 de junho de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Começa neste domingo etapa de 2019 da F1

Postado em: 14-03-2019 as 06h00
No período noturno, em Melbourne, na Austrália, acontecem treinos livres para a corrida inicial da Fórmula 1 de 2019, neste domingo

*Luiz Felipe Mendes

Se você é fã de velocidade, hoje tem um motivo para comemorar. Na cidade de Melbourne, os pilotos da Fórmula 1 fazem o primeiro treino livre da temporada visando a corrida que abre o calendário de 2019. Entre 22 horas e 23h30, os 20 participantes correm pelo período de testes para o Grande Prêmio da Austrália, no domingo que vem, e depois voltam às pistas entre 2h e 3h30. Vamos fazer um balanço da expectativa de cada piloto para mais um ano de F1.

Ao total, dez equipes com dois membros cada participam do grid da Fórmula 1. Não há porque não começar com o melhor time do ano passado, a Mercedes. Apesar de não ter feito os melhores tempos nos treinos de Barcelona, no mês passado, a equipe alemã conta com o atual campeão da modalidade, o inglês Lewis Hamilton. Ele, inclusive, mostrou as garras no último dia de treinos, ficando milésimos de segundo atrás de seu rival Vettel. O companheiro de Hamilton segue o mesmo do ano passado, o finlandês Valtteri Bottas, o qual terminou em quinto em 2018. Vale lembrar que, se a F1 já tivesse a regra de ponto extra para a melhor volta em uma corrida, Bottas teria finalizado em terceiro. A partir deste ano, ela estará valendo, o que pode deixar a disputa pelo título ainda mais interessante.

Principal rival da Mercedes nos últimos anos, a Ferrari tem uma novidade: Charles Leclerc, de apenas 21 anos. Ele substitui Kimi Raikkonen. O outro piloto segue o mesmo: Sebastian Vettel, dono de quatro conquistas na Fórmula 1. A dupla formado pelo monegasco e pelo alemão, nesta ordem, fez bonito nos treinos de Barcelona, com os melhores tempos somados e um número expressivo de voltas. Outra equipe que promete ter boas atuações é a Red Bull, a qual conta com o holandês Max Verstappen e o francês Pierre Gasly. No ano passado, ela foi a terceira melhor equipe, e Verstappen o quarto melhor do campeonato. Gasly, que estava na STR, entra no lugar de Ricciardo.

Já que mencionamos o australiano Daniel Ricciardo, vamos falar da Renault. Com uma proposta ousada de conseguir um título até 2021, o time manteve o alemão Nico Hulkenberg e está mirando alto nesta temporada. A McLaren, por sua vez, busca novas glórias com o espanhol Carlos Sainz e o jovem inglês Lando Norris, de 17 anos, ainda mais novo que Leclerc. A repaginada Force India, agora com o nome de Racing Point, tem o mexicano Sergio Pérez e o canadense Lance Stroll, filho do mais novo dono, Lawrence Stroll. A estadunidense Haas traz o dinamarquês Kevin Magnussen e o franco-suíço Romain Grosjean como dupla, emplacando a quarta temporada da F1. Um detalhe interessante é que o brasileiro Pietro Fittipaldi será o piloto de testes da equipe, ele que correu nos treinos em Barcelona.

A Sauber, por sua vez, não chega como uma das favoritas, mas conta com a experiência do finlandês Kimi Raikkonen e o italiano Antonio Giovinazzi. A STR, também sem maiores expectativas, apresenta o russo Daniil Kvyat e o tailandês Alexander Albon. A Williams, em profunda crise, tem tudo para ser a equipe de pior desempenho, mas aposta suas fichas na rodagem do polonês Robert Kubica e no talento do inglês George Russell, de 21 anos. Todos os 20 pilotos correm hoje no primeiro treino livre em Melbourne. O primeiro acontece entre 22 horas e 23h30, enquanto o segundo se passa entre 2 horas e 3h30. O terceiro treino livre está marcado para ocorrer entre meia-noite e 1 hora de sábado, com a classificação entre 3 e 4 horas. A largada para a corrida será dada às 2h10 de domingo. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar