19 de maio de 2019 - domingo

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Esportes
11-03-2019 | 06h00
Atlético ganha de virada e afunda o Itumbiara
Resultado isola o Dragão ainda mais na segunda colocação e joga a equipe do interior para a zona da degola do Goianão 2019

Luiz Felipe Mendes*

Pela décima rodada do Campeonato Goiano, o Atlético quase teve um visitante indigesto. Com uma escalação remendada, o Dragão teve dificuldades diante do Itumbiara, mas com dois gols de pênalti do atacante Mike conseguiu virar a partida e disparar ainda mais na segunda colocação. Se ganhar mais um duelo, assegura a posição até o fim da primeira fase. O Gigante do Vale, por sua vez, caiu na tabela de classificação e agora está na zona de rebaixamento.

O jogo

O público não era dos melhores, até porque o Atlético entrou em campo somente para cumprir tabela, pois a classificação para as quartas de final já está garantida. Antes dos dez minutos, o atacante Mike quase abriu o placar em passe do lateral estreante Nicolas. O primeiro tempo, no entanto, seguiu sem muitas chances até os 35 minutos, quando Damião saiu livre e tocou por baixo do goleiro Lucas Pereira para marcar o primeiro gol do embate no Accioly. Naquele momento, o torcedor do Itumbiara tinha muitas razões para comemorar, pois estava encostando na Anapolina e se afastando da zona de rebaixamento. A alegria permaneceu até o juiz apitar o intervalo.

Na volta para a segunda etapa, a sorte do Tricolor da Fronteira virou de cabeça para baixo em pouco tempo. Aos dez, quase ampliou o marcador em cabeceio de David, o qual foi defendido por Lucas. Dois minutos depois, o centroavante atleticano Pedro Raul completou para o gol, mas antes que a bola estufasse as redes o zagueiro Óscar, que tinha fazendo uma ótima partida até aquele momento, interveio com a mão. O árbitro nem hesitou: pênalti para os donos da casa e expulsão para o defensor visitante. Na cobrança, Mike cobrou no canto direito, enquanto Afonso pulou para o outro lado. 1 a 1 no Antônio Accioly. Agora, a sorte estava sorrindo para o Dragão - a euforia do empate somada à vantagem numérica em campo fazia com que a virada parecesse cada vez mais próxima.

E ela veio. Aos 28, quase que ela saiu nos pés de Pedro Raul, mas a trave impediu o grito rubro-negro. Poucos segundos depois, o autor do gol do Itumbiara, Damião, derrubou Madson dentro da área e o árbitro apitou nova penalidade máxima a favor do Atlético. Mike foi novamente para a bola e cobrou no mesmo canto. Desta vez, Afonso pulou para o mesmo lado, mas não conseguiu alcançar o arremate. Virada dos mandantes para a tristeza do Gigante do Vale. O terceiro gol poderia ter vindo em cabeceio de Pedro Raul, para fora. Entretanto, as coisas terminaram no 2 a 1 mesmo. Com o resultado, o Atlético pulou para 22 pontos e garantiu a segunda colocação por mais uma rodada, mesmo com os outros resultados da rodada. Enquanto isso, o Itumbiara foi ultrapassado pelo Iporá antes mesmo deste último jogar, em razão do saldo de gols. Os times voltam a entrar em campo no próximo fim de semana. O Atlético tem clássico contra o Goiás e o Itumbiara pega o Vila. 

Ficha técnica 

Atlético 2 x 1 Itumbiara 

Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia. Árbitro: Elmo Resende. Assistentes: Hugo Correa e Júlio César Faleiros. Gols: Damião, aos 35’ do 1º tempo. Mike, aos 15’ do 2º tempo. Mike, aos 29’ do 2º tempo. Expulsão: Óscar, aos 13’ do 2º tempo. Público presente: 3.454 torcedores. Público pagante: 2.559 torcedores. Renda: R$ 29.405,00. 

Atlético: Lucas Pereira; Nicolas, Gilvan, Oliveira e Reginaldo (Luan Sales); Pedro Bambu, Moacir (Vagner) e Jorginho; Mike, Gilsinho (Madson) e Pedro Raul.

Técnico: Wagner Lopes.

Itumbiara: Afonso; Davi, Óscar, Guilherme e Paulinho; Lucena, Felipe e Luiz Felipe (Thawan); Bruninho (Cléber), David (Brenner) e Damião.

Técnico: Vitor Hugo. 

Vila se classifica com vitória e Goiás perde 100% de aproveitamento 

Nos outros jogos da rodada do Goianão, o Vila garantiu sua classificação para as quartas de final ao bater a Anapolina por 3 a 2 no Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA). Enquanto isso, o Goiás, já classificado antecipadamente, empatou com o Novo Horizonte em 1 a 1, no Estádio Durval Ferreira Franco, em Ipameri, e perdeu os 100% de aproveitamento no torneio estadual. Porém, o esmeraldino continua invicto não só na competição, mas em toda a temporada.

A décima rodada começou com o confronto do Goiânia contra o CRAC, no sábado. Mesmo jogando em casa, o Galo foi superado pela equipe de Catalão por 2 a 1 e se manteve na sexta colocação. Os visitantes permaneceram em quinto. Nos jogos de ontem, além de Atlético x Itumbiara, o Goiás viajou até o interior para enfrentar o Novo Horizonte, lanterna e dono da pior campanha do campeonato. No duelo do melhor contra o pior, a expectativa era de que o esmeraldino não tivesse muita dificuldade em vencer, mesmo atuando fora de seu território. Todavia, foi o Novo Horizonte que abriu o placar, com Diniz. O Goiás só conseguiu empatar em gol do zagueiro Rafael Vaz. O resultado não alterou em nada o planejamento alviverde, pois a liderança segue inalterada. O Fantasma, no entanto, está cada vez mais ameaçado de cair para a Divisão de Acesso.

No Estádio Ferreirão, o Iporá superou a Aparecidense com gol solitário de Bruno Menezes, de pênalti. O Lobo Guará se beneficiou dos resultados da rodada e pulou para oitavo, entrando na zona de classificação para o mata-mata. No Jonas Duarte, o Goianésia virou sobre o Grêmio Anápolis em 2 a 1 e está cada vez mais próximo de avançar. O Azulão marcou com Nathan, mas os visitantes contaram com dois de Bruno Mota. Por fim, no jogo do Vila Nova, as coisas foram bastante agitadas. Em pleno OBA, foi a Anapolina quem chegou primeiro à meta com sucesso, quando Flávio Carioca estufou as redes adversárias. O Vila empatou ainda no primeiro tempo, com Alan Mineiro. Na segunda etapa, em lances relâmpagos, Hélder e Alan Mineiro viraram e ampliaram em um espaço de um minuto. O jogo estava controlado até que o volante Neto Moura fez falta dura em Francesco aos 22 minutos e foi expulso de campo. O Tigre recuou e a Rubra ainda diminuiu no fim do embate, quando Flávio Menezes chutou no canto de Rafael Santos. O placar fez com que o colorado garantisse vaga na próxima fase e a Anapolina caísse para nono, ficando de fora da zona de classificação.

 

(62) 3095-8700