15 de dezembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Temporada 2019
06/12/2018 | 06h00
Goiás Esporte Clube prioriza renovações e busca goleiro Wilson
Verdão conversa com atletas para renovação de contrato e inicia contato com goleiro do Coritiba

Wagner Oliveira

Depois de anunciar o técnico Maurício Barbieri para a temporada 2019 após a saída de Ney Franco, a diretoria do Goiás busca renovar o contrato de alguns atletas para iniciar o planejamento visando a próxima temporada. Entre os nomes buscados para renovação, estão o zagueiro Fabio Sanches, o lateral Alex Silva, os volantes João Afonso e Gilberto Júnior, o meia Giovanni e o atacante Lucão. Outros atletas também já demonstraram interesse em permanecer como o zagueiro Victor Ramos e o meia Tiago Luís.

Até o momento, o Goiás ainda não confirmou renovação de contrato com nenhum atleta e ainda não acertou nenhuma contratação. O único profissional que está chegando para trabalhar com Maurício Barbieri é o auxiliar técnico Felipe Lucena, que estava sendo o técnico do sub-20 do Botafogo. Sobre jogadores, o Goiás já observa o mercado e demonstrou interesse no goleiro Wilson, que está no Coritiba desde 2015.  O atleta de 34 anos também está na mira do Avaí. 

Nesse ano de 2018, o Goiás teve uma boa dor de cabeça com goleiros. Marcelo Rangel começou o ano como titular, mas várias falhas culminando com a má fase do time no início da Série B, acabaram dando chance a Marcos, que começou agradando, mas também passou a falhar constantemente. Com a lesão grave de Rangel, Tiago Cardoso foi contratado e conseguiu ser titular nos dois últimos jogos no lugar de Marcos, mas não deve ficar para 2019. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)