23 de outubro de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Pesquisa
04/10/2018 | 13h30
Dia das Crianças deve injetar R$ 75 milhões na economia goiana
A data comemorativa é considerada a quarta data do ano mais importante para o comércio, perdendo apenas para o Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados

Da Redação

O Dia das Crianças é considerada a quarta data do ano mais importante para o comércio, perdendo apenas para o Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados. Dados da pesquisa de Intenção de Compras encomendada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia aponta que 66,2% da população economicamente ativa da Capital pretende presentear no Dia das Crianças de 2018, comemorado próximo dia 12 de outubro. 

O trabalho, feito pela Grupom Consultoria Empresarial, mostra que valor médio dos presentes ficou em R$ 138,99 (para cada presente), sendo que o gasto total para a data deve injetar aproximadamente R$ 75 milhões na economia goianiense – cerca de R$ 7 milhões a mais que o previsto no ano passado. 

O Procon Goiás divulgou nesta quinta-feira (4) uma pesquisa de preços com 71 produtos como bonecas, patinetes, jogos, bicicletas, massinha, entre outros pesquisados em 9 estabelecimentos da capital de forma a fornecer não apenas as informações de preços, mas principalmente a de fornecer orientações para uma compra segura e sem dor de cabeça no pós venda para os adultos e evitar frustrações para as crianças que vão receber os presentes.

Mas, atenção, a principal dica do Procon Goiás é que o presente ideal seja aquele que, além de atender ao gosto da criança, atentando às normas de segurança e adequado à faixa etária, esteja principalmente adequado à saúde do bolso de quem vai presentear. Segundo a área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista – SCPC, o dia das crianças deste ano terá um crescimento em torno de 2,5% nas vendas, na comparação com 2017.

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)