14 de novembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Acordo
06/06/2018 | 17h50
TCU autoriza União a trocar imóveis com a iniciativa privada
A decisão atendeu a consulta pública do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP), em setembro do ano passado

O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou hoje (6) a União a trocar imóveis com a iniciativa privada. A decisão atendeu a consulta pública do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP), em setembro do ano passado.

O ministério quis saber se a União poderia realizar permuta de prédios privados por imóveis da União desocupados, com o argumento de que a iniciativa poderia reduzir custos com aluguel. Em 2016, segundo a Secretaria de Patrimônio da União (SPU), as despesas da União com aluguel ultrapassaram R$ 1,4 bilhão.

De acordo com a pasta, alguns imóveis da União não atendem às necessidades dos órgão públicos, devido a localização ou por apresentar restrições de uso.

Segundo a decisão do TCU, o processo de permuta deverá ser feito por meio de chamamento público, de forma a verificar a existência no mercado de imóveis que possam atender às necessidades do governo.

A União terá ainda que se certificar se o preço dos imóveis estão dentro da média do mercado.

Caso existam mais de um interessado no chamamento, o órgão poderá licitar ou contratar diretamente, escolhendo a proposta mais vantajosa. Se houver apenas um interessado, há a possibilidade de contratar diretamente.

De acordo com o TCU, 18 mil imóveis do governo federal estão desocupados. O Tribunal também estima que são gastos R$ 3 milhões por ano com a manutenção de imóveis funcionais desocupados.

 Com informações da Agência Brasil. 
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)