Sábado, 15 de junho de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cultura

Concurso ‘Comida di Buteco’ chega à sua 20ª edição

Postado em: 11-04-2019 as 06h00
Com o objetivo de estimular a criatividade da cozinha de raiz no Brasil, disputa começa nesta sexta-feira (12) em todo o País

GUILHERME MELO* 

Com a premissa de promover a criatividade e a comida regional, o concurso Comida di Buteco chega à sua 20ª edição, nacionalmente, e, à 12ª edição em Goiás. Neste ano, no Estado, participam 42 botecos das cidades de Goiânia e Aparecida de Goiânia. O período de votação começa nesta sexta-feira (12) e seguirá até o próximo dia 12 de maio. No total, mais de 500 botecos de 22 cidades brasileiras estão na disputa, e os campeões de cada município partirão para a etapa final, quando será escolhido o Melhor Boteco do Brasil.

De acordo com o coordenador regional do concurso,Elmo dos Santos, o Comida, desde a sua criação, tem como objetivo estimular a criatividade da cozinha de raiz no Brasil, e esta edição carrega um tema especial, Movimento dos 20. “Escolhemos esse tema para a criação do petisco. O Movimento dos 20 inspira, também, a tabela de preço fixa, ou seja, não tem nada que norteie o uso de algum tipo de insumo (matéria-prima), por isso a criatividade vai pesar bastante na hora do preparo das receitas inéditas do concurso”, explicaElmo. “Neste ano, o público vai se deparar com espetinhos no valor de 20 reais, então os participantes devem explorar muito para valer a pena”, brinca ele. 

O concurso já foi incorporado ao calendário dos goianos, e, pela 12ª vez, se consolida como uma das mais importantes plataformas de divulgação, valorização e respeito, dos chamados botecos, que fazem parte do processo histórico do País e da cozinha brasileira, como importante ícone de qualquer cultura nacional. “A disputa apresenta elementos da nossa cultura, e, mesmo sendo um concurso nacional, isso carrega diversos elementos dos nossos costumes – seja pela lembrança de tal prato ou de um tempero especial que está na família há gerações”, revela. 

Segundo Elmo, todo ano o público já espera o mês de abril para saber das novidades nos botecos da cidade. “Já é um hábito frequentar e movimentar os bares da cidade, o concurso só fomenta ainda mais esse costume”, explica.  Além de ser uma disputa, o Comida trabalha exatamente com as sensações das pessoas. Para o coordenador, é uma oportunidade de provocar experiências e sensações: “O foco é resgatar a cozinha de raiz, transformar vidas e estimular os estabelecimentos,com novas criações. Assim cumprindo um papel à cultura gastronômica de boteco, e sem falar na escolha do melhor boteco goiano”.

História

A ideia do concurso surgiu em Belo Horizonte (MG), conhecida como a ‘capital mundial dos bares’ – por seus 28 bares a cada quilômetro quadrado –, e a partir de um programa de rádio local, que buscava se comunicar com esse público, os radialistas levaram para o quadro um grande chefe de cozinha, chamado Eduardo Maia, para falar sobre essas receitas típicas de bares. Daí, surgiu a ideia de fazer um concurso, com caráter mineiro e que valorizasse essa comida raiz.

O concurso Comida di Buteco foi criado, em 2000, com a finalidade de resgatar e valorizar a culinária de raiz e os botecos espontâneos e tradicionais. A capital goiana também é famosa pela quantidade de bares e botecos, e vida noturna goianiense é um prato cheio para um concurso como o Comida di Buteco, como diz Elmo. “Em Goiás, foi um grande acerto levar o concurso. Além de ser uma região em que está presente o hábito de bares, botecos e muitos petiscos, tem um povo bastante animado e curioso com as novidades”, garante o coordenador.

Organização

A comissão acompanha os botecos, durante o ano inteiro, e os donos dos estabelecimentos que desejam participar também se preparam para, quando chegar o período de inscrições do Comida di Buteco, estiver em dias com as categorias avaliadas pelo concurso. “Desde junho de 2018, estamos programando e organizando a edição deste ano”, diz Elmo, que completa: “São escolhidos os botecos que têm como característica uma identidade forte, construída pelo seu dono, que não sejam franqueados e que tenham um público querido – além dos critérios técnicos da comissão”. 

Votação

Elmo dos Santos ainda explica que a votação pode ser realizada por qualquer pessoa, desde que tenha consumido o petisco e que possua um Registro Geral (RG). Os concorrentes são avaliados dentro de quatro categorias: o sabor do petisco, o atendimento do estabelecimento, a higiene do espaço e a temperatura da bebida servida. “A categoria de maior peso, claro, é o petisco, que precisa transmitir a tradição das comidas de boteco e, ao mesmo tempo, ser reconhecida pelo público por ter um diferencial”, ressalta. 

Confira todos os participantes no site www. ohoje.com.br.

*Integrante do programa de estágio do jornal O HOJE sob orientação 

da editora Flávia Popov 

SERVIÇO

Concurso ‘Comida di Buteco’ 2019

Quando: de 12 de abril a 12 de maio 

Onde: em 42 botecos em Goiânia e Aparecida de Goiânia

Mais informações: www.comidadibuteco.com.br

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar