22 de setembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
Educação
14/09/2018 | 00h00
Alunos desenvolvem robô para resgate de vítimas em Olimpíada
Projeto de estudantes de uma equipe de robótica será apresentado na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

Sabrina Moura* 

Alunos de uma escola bilíngue de Goiânia participam, neste sábado (15), da etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), no Centro de Eventos Prof.º Ricardo FreuaBufaiçal da Universidade Federal de Goiás (UFG), com entrada livre para o público visitante. A OBR será realizada das 8h às 18h. A equipe NanoMasters participará do nível 1 da OBR e será representada pelos alunos Pedro Henrique Guimarães e Luca Moreira Pfrimer, ambos de 14 anos e cursando o 8º ano. Neste nível, pontua-se para a etapa nacional, que será anunciada durante a etapa regional deste sábado.

Nesta etapa, a equipe da escola desenvolveu um robô feito de peças Lego e alguns sensores, e precisa cumprir um desafio que consiste na representação de uma área onde o ser humano não conseguiria percorrer. “Os alunos programaram o robô para que ele atravesse a primeira e a segunda salas com um percurso predeterminado, seguindo uma linha e desviando de objetos”, conta Vittor Bruno Souza Campos, professor de Educação Tecnológica e coordenador da equipe NanoMasters de robótica. “Depois, ele sobe uma rampa, onde deve fazer o resgate de algumas vítimas, representados por esferas espalhadas aleatoriamente pela sala”, explica. 

“Os alunos da equipe NanoMasters estão aplicando os treinamentos para essa competição, há três meses, e, embora seja a primeira participação na OBR, temos grandes expectativas e ânimo para a participação”, comemora o diretor Fernando Rassi Nader. O intuito do projeto é trabalhar com os alunos para que eles conheçam todos os meandros do futuro da tecnologia e os caminhos que a sociedade percorre para chegar à excelência. Uma parcela significativa dos jovens está aprendendo profissões que serão extintas em breve. Por isso, é preciso fazer com eles participem do conhecimento que vai contribuir para um futuro ajustado e seguro. 

A Olimíada 

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma olimpíada científica brasileira criada para estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, além de identificar os talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. A OBR destina-se a todos os estudantes de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico, em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos. Na prática, a OBR acontece por meio de eventos/competições regionais e estaduais que classificam as equipes de estudantes para uma final nacional, sob orientação de seus professores e cientistas. Os eventos organizados pela OBR são gratuitos e abertos ao público.

*Integrante do programa de estágio do jornal O HOJE sob orientação da editora 

Flávia Popov 

SERVIÇO 

Etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR)

Quando: sábado (15)

Onde: Centro de Eventos Prof.º Ricardo FreuaBufaiçal da Universidade Federal de Goiás (UFG)

Horário: das 8 às 18h

Entrada gratuita 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)