17 de julho de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Concursos
Tecnologia
16/06/2018 | 17h25
Aberto edital para financiar projetos em internet das coisas
Serão destinados R$ 20 milhões a projetos em três áreas: Cidades Inteligentes, Ambiente Rural e Saúde

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações (MCTIC) lançaram edital para financiamento de projetos-piloto em internet das coisas (IoT), a rede de objetos que se comunicam e interagem de forma autônoma pela internet. Serão destinados R$ 20 milhões a projetos em três áreas: Cidades Inteligentes, Ambiente Rural e Saúde.

Poderão concorrer instituições tecnológicas (IT) públicas ou privadas, sem fins lucrativos, que tenham por missão institucional executar atividades de pesquisa básica ou aplicada de caráter científico ou tecnológico, bem como instituições de apoio (IA), que são aquelas criadas com a finalidade de dar apoio a projetos de pesquisa, ensino e extensão e de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico de interesse de instituições federais, estaduais ou municipais de ensino superior ou de instituições de pesquisa científica e tecnológica. Já instituições privadas com fins lucrativos podem participar como parceiros dos projetos, como ofertantes de tecnologia, demandantes por soluções, avaliadores ou co-financiadores.

O valor mínimo do apoio do BNDES a cada plano será de R$ 1 milhão. O banco poderá apoiar até 50% do valor total do projeto-piloto com recursos não reembolsáveis. Os projetos deverão ser apresentados até o dia 31 de agosto de 2018. A disponibilização de linha de financiamento para IoT estava prevista no estudo Internet das Coisas: um plano de ação para o Brasil, apoiado pelo banco e pelo MCTIC, que indica as áreas prioritárias para iniciativas e políticas públicas que visem ao desenvolvimento da internet das coisas no Brasil.

Na área de Cidades Inteligentes, de acordo com informações do BNDES, são esperados projetos com propostas de ações para políticas de mobilidade, segurança pública, eficiência energética e saneamento. Na Saúde, projetos que auxiliem na efetividade de pacientes com doenças crônicas, promoção e prevenção, além de ações que proporcionem melhorias na gestão em unidades de saúde. Para o ambiente rural, são aguardadas aplicações que ajudem a desenvolver uso eficiente de recursos naturais, insumos e maquinário e segurança sanitária e bem-estar animal.

Com o desenvolvimento da internet das coisas nas mais diversas áreas, o MCTIC tem a expectativa de que sejam aportados, no mínimo, US$ 5 bilhões à economia brasileira, até 2025. Um cálculo mais otimista eleva essa quantia para US$ 200 bilhões.

 Com informações da Agência Brasil
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)