19 de abril de 2019 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
tristeza
14-04-2019 | 10h05
Pai e filha morrem em acidente na BR-060; mãe da criança ficou ferida em outro acidente
Motorista da moto estaria na contramão quando foi atingido pelo veículo. Mãe da criança ficou ferida em outro acidente, após tentar impedir que filha trafegasse com o marido, que estaria embriagado

Da Redação

Dois acidentes ocorridos na BR-060, entre Goiânia e Cezaria, marcaram a vida de uma família. No primeiro acidente, pai e filha morreram após colisão de uma motocicleta contra um carro de passeio. Já no segundo, a mãe da criança acabou ficando ferida depois que o carro em que ela estava colidir frontalmente contra uma caminhonete Ranger. Os dois acidentes aconteceram na noite deste sábado (13).

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), um homem, de 30 anos, e sua filha, de 5, estavam trafegando em uma motocicleta pela BR-060, em Guapó, quando o condutor tentou fazer uma conversão irregular.

De acordo com a PRF, as vítimas seguiam no sentido Guapó/Cezarina, possivelmente na contramão, quando foram atingidos frontalmente por um veículo. Com o impacto, pai e filha acabaram não resistindo aos ferimentos e morreram no local. No carro de passeio viajava uma casal que não ficou ferido.

O OUTRO ACIDENTE

Cerca de 40 km de distância do primeiro acidente,  uma caminhonete que seguia na BR-060, no sentido Cezarina/Goiânia, colidiu com um carro de passeio onde viajavam três mulheres.

De acordo com relatos de populares à PRF, no veículo estava a mãe da criança morta no primeiro acidente, que tentava impedir que o homem continuasse a trafegar com a criança, pois o mesmo estaria embriagado.

Segundo a Polícia, as mulheres foram socorridas e encaminhadas para Hospital de Urgências Governador Otávio Lage Siqueira (Hugol). De acordo com a PRF, há suspeita da mãe da criança ter quebrado a perna no acidente.

O condutor da caminhonete, de 37 anos, foi alcançado por uma equipe da PRF e foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por omissão de socorro e recusar à realização do teste do bafômetro.

 
(62) 3095-8700