09 de dezembro de 2018 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Desacato
05/10/2018 | 09h27
Mulher é retirada à força por policial de dentro de avião
Segundo a ocorrência, a mulher teria se recusado a despachar bagagem de mão

Mulher é retirada à força por policial de dentro de avião (Foto: Divulgação)

Eduardo Marques*

Uma passageira foi retirada à força de dentro de um avião, na manhã desta quinta-feira (4), dentro do Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia. Segundo a ocorrência, a mulher teria se recusado a despachar bagagem de mão, desrespeitando a tripulação e causando tumulto dentro da aeronave.

A Latam Airlines Brasil, responsável pelo voo, informou que a aeronave decolava para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, quando a empresa “solicitou apoio de autoridade policial para realizar o desembarque de um dos passageiros do voo, em função de comportamento inadequado a bordo”.

Ela reforçou ainda que “reforça que segue os mais elevados padrões de segurança, atendendo rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”.

A Infraero, responsável pelo Aeroporto Santa Genoveva, ressaltou que, como o caso ocorreu dentro da aeronave, apenas a companhia aérea poderia se pronunciar sobre o caso.

Conforme a ocorrência policial, no momento em que a chefe de tripulação foi oferecer ajuda para guardar a bagagem de mão da passageira, identificou que a mesma estava fora dos padrões e informou a mulher que ela teria de despachar a mala.

Todavia, a mulher se alterou e começou a agredir verbalmente a comissária e outros passageiros. Após o fato, ela foi solicitada a desembarcar da aeronave pelos comissários e pelo comandante, mas se recusou.

Em seguida, um agente da Polícia Federal (PF) e um funcionário da Infraero também solicitaram à mulher que fosse feito o desembarque, o que não foi cumprido.

Por conta disso, a PF pediu reforço para a PM, que retirou a mulher e uma criança que viajava com ela. As imagens mostram a mulher sendo retirada pelos policiais.

A PM informou que apenas prestou apoio à Polícia Federal e que apenas a PF poderia se posicionar sobre o caso. 

*(Eduardo Marques é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje sob a supervisão de Naiara Gonçalves) 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)